Connect with us

2013-3 Touring Light

O sucesso dos carros turismo é tamanho no F1 Brasil Clube que uma categoria intermediária foi criada, abrigando mais um numeroso grid com promissoras equipes e pilotos de Licenças “B” e “C”. Assim é a Turismo Light, também como sistema de lastro para equilibrar as disputas, onde o show de esportividade dos pilotos e sua grande popularidade estão nas pistas nas quartas-feiras, a partir das 21 horas. Grandes feras passaram por aqui e conquistaram títulos.

Se engana quem acha que o mundial de turismo é totalmente novo para o F1BC. Os carros do WTCC tem uma história no clube desde seus primórdios, quando a categoria ainda era denominada ETCC – European ao invés de World Touring Car Championship. Foi na segunda temporada de 2007 que os primeiros pilotos por aqui tiveram uma experiência com carros turismo, à época com Alfa Romeo, BMW, Volvo, Honda e outros. O SEAT León era uma questão de lógica para estar presente por estas bandas, seguindo a lógica e chegando como o representante da Turismo Light.

Até mesmo nas pistas reais o WTCC tem uma simbólica representação. A etapa brasileira, em Curitiba, por dois anos consecutivos foi o ponto de encontro entre pilotos do clube, que viajaram de todas as partes do país para se conhecerem, em 2010 e 2011. Em termos de desempenho, a classe S2000, que representa as especificações do WTCC, cumpre seu papel de de baixo custo e com carros de produção preparados. Este modelo do SEAT León trazido para o F1BC foi equalizado com o real pensando nesta propriedade, que para os anseios do clube atende a um nível intermediário de potência.