Connect with us

Corridas

F1BC Indy Pro 2016/1 @ Texas

F1BC Indy Pro 2016/1 @ Texas

A segunda-feira (1º) teve duas corridas de alto nível no F1 Brasil Clube. Pouco depois de um show na Indy Light, foi a vez da Indy Pro chegar ao oval de 1.5 milha no Texas e receber 120 voltas de muitas emoções e boas disputas. Com estratégias se fazendo valer e poucas bandeiras amarelas, foi a vez de Sergio Rodrigues vencer, superando adversários como Rafael David e Pedro Humenhuk, anteriores campeões que subiram ao pódio no F1 Brasil Clube na categoria com os Dallara DW12 do iRacing.

A tomada de tempos de apenas 5 minutos dá pouca margem para erros, ainda mais com apenas duas voltas rápidas de chances aos competidores. Rafael Matta mostrou sua habilidade e velocidade pura nos ovais e ficou a frente de Sergio Rodrigues, Deco Guimarães, Alysson Pacheco (estreando na categoria), Alberto Ribeiro, Vinicius Lopes, Adriano Fraporti, Rafael David, Andre Cattermol e Eduardo Bunecker num top 10 de extremo equilíbrio entre as equipes participantes da Indy Pro. Confira a ordem completa que contou com 19 pilotos.

Classificação
1 Rafael Matta (Falcon Motorsports), 24.247
2 Sergio Rodrigues (Sinister Race Team), 24.248
3 Deco Guimaraes (Racing 4Fun), 24.286
4 Alysson Pacheco (FireHorse Racing), 24.304
5 Alberto Ribeiro (Static Racing), 24.309
6 Vinicius Lopes (Alliance Sky Racing), 24.310
7 Adriano Fraporti (Pegoraros Racing), 24.312
8 Rafael David (Pro Drivers), 24.336
9 Andre Cattermol (Pro Drivers), 24.336
10 Eduardo Bunecker (Falcon Motorsports), 24.354
11 Tonny Peixoto (Alliance Sky Racing), 24.359
12 Rodrigo Munhoz (Racing 4Fun), 24.363
13 Pedro Humenhuk (Falcon Motorsports), 24.391
14 Wagner Pegoraro (Pegoraros Racing), 24.399
15 Moises Luis Boff (KAMF Racing), 24.408
16 Mateus Monteiro (Pegoraros Racing 2), 24.412
17 William Trajano (Pro Drivers 2), 24.726
18 Jeferson Rodrigues (Pro Drivers 2), Sem tempo
19 Carlos Guimaraes (Sinister Race Team), Sem tempo

O início de prova foi de ritmo intenso e os pilotos já se preparavam até mesmo para pit stops em bandeira verde, já que os acidentes demoraram a sair. Andre cattermol e William Trajano sinalizavam trocas de pneus e reabastecimentos na volta 33, o que significaria estratégia de três paradas. Mas Trajano acabou rodando e ficou de fora da briga.

De fato a pista de rolagem no Texas se mostrou escorregadia e Trajano não foi a única vítima. Alysson Pacheco e Alberto Ribeiro também ficaram naquele mesmo ponto. Mas eram ainda os ponteiros o foco, especialmente com a opção de alguns em parar o mais tarde possível. Rafael Matta e Alberto Ribeiro mesmo buscaram pit stops apenas na volta 46. Matta voltou mais atrás, enquanto Cattermol curtia a liderança.

Mas as bandeiras amarelas voltariam a aparecer na categoria, como é normal nas Indy, e aproximariam o grupo novamente. A última intervenção do Safety Car foi bem na volta 76, o que fez todos relargaram com 40 giros para o fim, precisando assim poupar pouco para fechar a conta.

Sergio Rodrigues viu alguns de seus principais adversários ficarem pelo caminho, seja em apostas furadas ou incidentes, e passou a controlar a situação assim que superou Rafael Matta, que perdeu rendimento e caiu para quinto.

Ao final, Sergio Rodrigues obteve uma importante vitória que o recoloca no mapa após a modesta 17ª posição na primeira etapa. Rafael David repetiu o pódio, e o atual campeão pedro Humenhuk mostrou estar vivo na briga, completando os três degraus. Deco guimarães e Rafael Matta fecharam o Top 5.

Com os resultados, Deco Guimarães segue liderando a Indy Pro com 82 pontos, enquanto Rafael David tem 80, Pedro Humenhuk 59, e Sergio Rodrigues 56.

A próxima etapa da Indy Pro será realizada no circuito de Pocono, no dia 22 de fevereiro, às 22h00 (horário de Brasília), com transmissão ao vivo no site www.f1bc.com, que ainda fornece todos os resultados, classificação, informações e VTs das etapas desta e de suas outras categorias.

O F1BC tem parcerias oficiais com Câmara de Comércio e Indústria do Brasil, Soap Car, Chiara Guitar Shop, F1Mania, NRT Servers, e F1-Brasil.

Final, 120 voltas
1 Sergio Rodrigues (Sinister Race Team), 120 voltas
2 Rafael David (Pro Drivers), +1.974
3 Pedro Humenhuk (Falcon Motorsports), +4.822
4 Deco Guimaraes (Racing 4Fun), +11.282
5 Rafael Matta (Falcon Motorsports), +16.556
6 Mateus Monteiro (Pegoraros Racing 2), +25.623
7 Tonny Peixoto (Alliance Sky Racing), +1 volta
8 Jeferson Rodrigues (Pro Drivers 2), +1 volta
9 Moises Luis Boff (KAMF Racing), +2 voltas
10 Vinicius Lopes (Alliance Sky Racing), +3 voltas
11 Adriano Fraporti (Pegoraros Racing), +10 voltas
12 Carlos Guimaraes (Sinister Race Team), +27 voltas
13 Andre Cattermol (Pro Drivers), +45 voltas
14 Wagner Pegoraro (Pegoraros Racing), +46 voltas
15 Rodrigo Munhoz (Racing 4Fun), +70 voltas
16 Alberto Ribeiro (Static Racing), +74 voltas
17 William Trajano (Pro Drivers 2), +92 voltas
18 Alysson Pacheco (FireHorse Racing), +108 voltas
19 Eduardo Bunecker (Falcon Motorsports), +111 voltas
Volta mais rápida: Sergio Rodrigues, 24.335

Race Control
Vinicius , Stop-And-Go 10s – Manteve-se acima do limite de velocidade antes da largada gerando desvantagem excessiva (14.3.3) [+3 Licença]
Wagner Pegoraro, Drive Through – Gerou incidente de nível 2 (14.2.1) [+2 Licença] – Pós-corrida = +20s no tempo final de prova
Vinicius Gotardelo, Drive Through – Entrou ou saiu irregularmente nos boxes com ganho de tempo (14.2.4) [+2 Licença]
Incidente envolvendo os carros de Deco Guimarães e Sergio Rodrigues – Nenhuma ação tomada.

Pontos nas licenças
Vinicius Lopes +5
Wagner Pegoraro +2

Vídeo da etapa

More in Corridas