Connect with us

Corridas

F1BC Indy Light 2016/1 @ Laguna Seca

F1BC Indy Light 2016/1 @ Laguna Seca

A quarta etapa da Soap car Indy Light chegou ao desafio do circuito misto – o Mazda Raceway Laguna Seca – para impor a máxima dificuldade aos seus pilotos no F1 Brasil Clube. Nesta segunda-feira (7), Sergio Rodrigues marcou a pole position, mas teve problemas na largada com um netcode, passou nervoso mas viu os principais adversários se atrapalharem na largada e cumprirem penalizações, reabrindo espaço para o piloto da Sinister Race Team encostar na liderança da competição com Rodrigo Munhoz, quarto ao final dos 50 minutos.

Na tomada de tempos, curtíssima com apenas 5 minutos e duas voltas rápidas, os pilotos não tiveram margem para erros. Sergio Rodrigues entrou na casa dos 1min11s, surpreendendo a todos. Ricardo Bohadana também se destacou sobre a concorrência em segundo, a frente de Tiago Dias, Tonny Peixoto, Guilherme Pereira, Renan Costa, Felipe Gomes, Jorge Pezzolo, Jose Godoy, e Leandro Moreira no Top 10, de um total de 15 presentes. Quatro pilotos não anotaram tempos, dentre eles o líder da competição Rodrigo Munhoz.

Classificação
1 Sergio Rodrigues (Sinister Race Team), 1:11.259
2 Ricardo Bohadana (Grip Racing), 1:12.580
3 Tiago Dias (Grip Racing), 1:12.771
4 Tonny Peixoto (Alliance Sky Racing), 1:12.798
5 Guilherme Pereira (Mondial Racing 2), 1:13.246
6 Renan Costa (Grip Racing 2), 1:13.648
7 Felipe Gomes (Sim Force SimRacing), 1:13.709
8 Jorge Pezzolo (Grip Racing), 1:14.457
9 Jose Godoy (Pegoraros Racing), 1:15.175
10 Leandro Moreira (Mondial Racing), 1:15.393
11 Renan Henrique (Mondial Racing), 1:17.129
12 Andre Kimi (Racing 4Fun), Sem tempo
13 Rodrigo Munhoz (Racing 4Fun), Sem tempo
14 Wagner Pegoraro (Pegoraros Racing), Sem tempo
15 Maicom Godoy (Mondial Racing), Sem tempo

A volta de apresentação mostrou boa ordem dos pilotos exceto na última curva, onde um toque, ainda que gerado por um netcode, tenha feito Ricardo Bohadana rodar Sergio Rodrigues, que teve de reacelerar rapidamente para ainda salvar uma quarta posição provisoriamente.

O problema maior foi que Ricardo Bohadana e Tiago Dias o ultrapassaram antes mesmo da linha de largada, e assim o iRacing logo impôs suas sanções. Enquanto Tiago não conseguiu cumprir corretamente o “hold for 1 second” e ficou de fora, Bohadana fez o mesmo procedimento e retornou na oitava colocação, iniciando uma recuperação.

Escapadas de pista eram comuns para quebrar o gelo da categorias dos ovais para os pilotos neste circuito misto. Jorge Pezzolo chegou a se enroscar com Maicom Godoy, que capotou e foi mais cedo para casa. As disputas por posição, por outro lado, animavam e muito a corrida, com recuperação de Bohadana, além de um duelo entre Jorge Pezzolo e Andre Kimi, ex-parceiros de equipe.

Quando Rodrigues retomou a ponta, Tonny Peixoto também brilhava na segunda colocação, até ser superado por Felipe Gomes em noite inspirada. Rodrigo Munhoz também fazia sua recuperação, embora um ou outro erro o tenham feito perder posições momentaneamente para os adversários.

Os pit stops mexeram pouco na ordem, mas Munhoz, que havia parado antes, soube capitalizar sobre os pneus mais novos e com um bom ritmo surgiu em quarto no final. Seu até então rival mais próximo na pontuação Jorge Pezzolo saiu melancolicamente da corrida nos minutos finais, ao receber toque de Renan Henrique – ambos atingiram os 17 incidentes limite no iRacing e ficaram sem a bandeirada final.

Assim, Sergio Rodrigues marchou com seu Indycar para a bandeira quadriculada em Laguna Seca, administrando a vantagem no final. Felipe Gomes diminuiu bem a diferença com voltas consistentes e garantiu o segundo posto. Ricardo Bohadana concluiu uma recuperação excelente e fechou o pódio.

O resultado deu um alívio a Rodrigo Munhoz, que ficou com 160 pontos, contra 136 de Sergio Rodrigues, entrando na disputa pelo troféu. A pontuação completa de pilotos e equipes está no website oficial www.f1bc.com.

A próxima etapa da Indy Light será realizada no circuito de Charlotte, no dia 21 de março, às 20h00 (horário de Brasília), com transmissão ao vivo no site www.f1bc.com, que ainda fornece todos os resultados, classificação, informações e VTs das etapas desta e de suas outras categorias.

O F1BC tem parcerias oficiais com Câmara de Comércio e Indústria do Brasil, Soap Car, Aliança Consultoria, F1Mania, NRT Servers, SimRacingTools, e F1-Brasil.

Final, 50 minutos
1 Sergio Rodrigues (Sinister Race Team), 40 voltas
2 Felipe Gomes (Sim Force SimRacing), +5.487
3 Ricardo Bohadana (Grip Racing), +9.370
4 Rodrigo Munhoz (Racing 4Fun), +31.880
5 Andre Kimi (Racing 4Fun), +1 volta
6 Jose Godoy (Pegoraros Racing), +2 voltas
7 Leandro Moreira (Mondial Racing), +3 voltas
8 Jorge Pezzolo (Grip Racing), +4 voltas
9 Renan Henrique (Mondial Racing), +4 voltas
10 Guilherme Pereira (Mondial Racing 2), +17 voltas (Abandono)
11 Tonny Peixoto (Alliance Sky Racing), +22 voltas (Abandono)
12 Wagner Pegoraro (Pegoraros Racing), +35 voltas (Abandono)
13 Tiago Dias (Grip Racing), +36 voltas (Abandono)
14 Renan Costa (Grip Racing 2), +37 voltas (Abandono)
15 Maicom Godoy (Mondial Racing), +40 voltas (Abandono)
Volta mais rápida: Renan Henrique, 1:12.491

Race Control
Renan Henrique, Warning – Gerou incidente de nível 1 (14.1.1) [+1 Licença]
Ricardo Bohadana, Warning – Gerou incidente de nível 1 (14.1.1) [+1 Licença]
Jorge Pezzolo, Drive Through – Gerou incidente de nível 2 (14.2.1) [+2 Licença]

Pontos nas licenças
Renan Henrique +1
Ricardo Bohadana +1
Jorge Pezzolo +2

Vídeo da etapa

CONHEÇA A SOAP CAR

O Soap Car Lava-Rápido fica na Rua Jeroaquara, 66, Lapa (SP) e tem como diferencial o serviço de Leva e Traz que atende as imediações da Vila Romana e Lapa. Pensando em sua comodidade o Soap Car disponibiliza um motorista profissional, bem treinado e devidamente identificado, e basta agendar pelo tel (11) 3873-8318 e o Soap Car vai até o local desejado buscar seu veículo para realizar os serviços e devolvê-lo no mesmo local após a realização do mesmo.

More in Corridas