Connect with us

Corridas

F1BC Formula Light 2016/3 @ Spa-Francorchamps

F1BC Formula Light 2016/3 @ Spa-Francorchamps

A Formula Light do F1 Brasil Clube dá o passo inicial de mais uma promissora temporada neste palco espetacular do automobilismo virtual. Com um elenco de pilotos repleto de talentos conhecidos e revelações, o campeonato tende a ser nada menos do que emocionante até o fim. Desta vez, A vitória ficou com o piloto Rodrigo Cascaes (W3 Race), Robson Vieira (Clube do Volante) foi o segundo colocado e Dionizio Paulillo (Marsch Team) o terceiro, completando o pódio no emblemático circuito de Spa-Francorchamps.

Como de costume, muita expectativa para o treino classificatório, e nesse quesito Rodrigo Cascaes mostrou seu domínio, com o tempo de 2:12.943, quase três décimos mais rápido do que o segundo colocado, Gledson Machado (W3Race), que anotou 2:13.464. Jonathan Mello, Jarbas Munhoz, Robson Vieira, Dionizio Paulillo, Elvis Lima, Sidney Santos, Aristides Graiewska Jr e Boris Vaz fecharam o top 10.

Classificação
1 Rodrigo Cascaes (W3 Race), 2:12.943
2 Gledson Machado (W3 Race), 2:13.264
3 Jonathan Mello (Shaft Racing Team), 2:13.464
4 Jarbas Munhoz (Clube do Volante), 2:13.587
5 Robson Vieira (Clube do Volante), 2:13.847
6 Dionizio Paulillo (Marsch Team), 2:13.964
7 Elvis Lima (W3 Race), 2:13.986
8 Sidney Santos (Grip Racing), 2:14.012
9 Aristides Graiewska (Clube do Volante), 2:14.275
10 Boris Vaz (Grip Racing), 2:14.359
11 Matheus Fonseca (KAMF Racing), 2:14.566
12 Henrique Bettega (KAMF Racing), 2:15.845
13 Rubens Serinolli (Grip Racing 2), 2:16.263
14 Ricardo Alves (Hattrick Racing), 2:16.461
15 Edivan Monteiro (SUB Racing), 2:17.317
16 Elson Almeida (SUB Racing), 2:18.684
17 Rodolfo Vieira (Marsch Team), 2:27.899
18 Sandro Goulart (Grip Racing 2), sem tempo
19 Felipe Brito (Independente), sem tempo
20 Thiago Lemos (Hattrick Racing), sem tempo
21 Francisco Junior (Sinister Race Team), sem tempo

Muita tensão momentos antes do início da corrida sobre como os pilotos se comportariam na freada da La Source, já que os carros estariam muito próximos. Mas a confusão começou antes do que todos esperavam. Segundos após o sinal verde, um verdadeiro Big-one aconteceu do meio para o fim do grid, envolvendo inúmeros carros.

Posteriormente foi apurado pela direção de prova que uma das causas apontadas para o incidente foi a falha na largada do piloto Sidney Santos, penalizado com Stop-and-Go (10s). Boris Vaz, Sandro Goulart e Jarbas Munhoz levaram a pior no Big-one, Jonathan Mello também se prejudicou, caindo para a décima posição.

O início de prova agitadíssimo na Fórmula Light foi marcado por intensas disputas, do primeiro ao último pelotão, todos pareciam não querer abrir mão das suas conquistas, dificultando ao máximo as ultrapassagens, que acabavam sendo reivindicadas com muito sacrifício.

Ainda nas primeiras voltas, destaque para os duelos travados pela segunda, terceira e quarta colocação, oportunidade em que Dionizio Paulillo ultrapassou Robson Vieira, que se manteve no seu encalço até retomar a posição perdida em uma grande manobra na freada da La Source. Essa briga continuou e só teve fim quando Dionizio Paulillo se tocou com o monoposto de Gledson Machado na entrada da Les Combes. Paulillo levou a pior no incidente, acabou rodando e voltou à pista ocupando o quinto lugar.

Houve também alguns outros incidentes importantes ainda nos primeiros dez minutos de prova, Dionizio Paulillo sofreu contato com o carro de Aristides Graiewska Jr, ao retornar ao circuito numa tentativa frustrada de ultrapassagem sobre Elvis Lima. Instantes depois, em disputa pela sexta posição, Jonathan Mello perdeu a freada da Bus Stop, acertando a traseira do carro de Ricardo Alves e rodando logo após.

Por volta de 15 a 20 minutos decorridos, os pilotos que optaram por fazer duas paradas deram início aos trabalhos de pit-stop, a fim de distribuir bem o desgaste dos pneus durante os stints dos 50 minutos da etapa. Outros decidiram que seria melhor administrar o desgaste do composto e partir para a estratégia de apenas uma parada, que aconteceu em torno dos 25 a 30 minutos.

Ricardo Alves foi um dos pilotos que sofreu bastante com a perda da aderência do seu monoposto, já que escolheu aguardar o máximo possível para fazer a troca. Francisco Junior foi um dos últimos com estratégia de uma parada a realizar o pit-stop, restando apenas 21 minutos para o término da etapa. Minutos depois, as equipes que apostaram na tática de duas paradas começaram a chamar os seus pilotos para os boxes, a partir daí o resultado final já ia se desenhando na tela da transmissão da F1 Brasil Clube.

Restando menos de 10 minutos para a bandeirada, já era visível a diferença do estado dos pneus entre pilotos de diferentes equipes, alguns virando na casa de 1 a 2 segundos mais rápido do que os outros, enquanto aqueles que economizaram para o stint longo faziam de tudo para se manterem a frente. Destaque para a belíssima ultrapassagem de Sidney Santos sobre Ricardo Alves por fora na Le Combes, para assumir o quarto lugar.

No agito da bandeira quadriculada, a vitória da primeira etapa da Fórmula Light fica com Rodrigo Cascaes (W3 Race), Robson Vieira (Clube do Volante) termina em segundo e Dionizio Paulillo (Marsch Team) em terceiro. Gledson Machado, Aristides Graiewska Jr, Sidney Santos, Ricardo Alves, Francisco Junior, Elvis Lima e Elson Almeida fecham com chave de ouro o top 10. A pontuação completa de pilotos e equipes está no site oficial www.f1bc.com .

A próxima etapa da Fórmula Light será realizada no circuito de Suzuka no Japão, no dia 6 de outubro, às 20h00 (horário de Brasília), com transmissão ao vivo no site www.f1bc.com, que ainda fornece todos os resultados, classificação, informações e VTs das etapas desta e de suas outras categorias. O F1BC ainda está com as inscrições abertas, e através do site www.f1bc.com/inscricoes você pode fazer parte do grid não só desta categoria como outras que o clube lhe oferece.

O F1BC tem parcerias oficiais com Reiza Studios, NRT Servers, Riffel Driving Academy, Canal Sim Force, Aliança Consultoria, F1Mania, SimRacingTools, SimSync, Manarim Designs, e F1-Brasil.

Final, 50 minutos
1 Rodrigo Cascaes (W3 Race), 23 voltas
2 Robson Vieira (Clube do Volante), +0:09.998
3 Dionizio Paulillo (Marsch Team), +0:23.922
4 Gledson Machado (W3 Race), +1:05.098
5 Aristides Graiewska (Clube do Volante), +1:06.447
6 Sidney Santos (Grip Racing), +1:08.551
7 Ricardo Alves (Hattrick Racing), +1:21.144
8 Francisco Junior (Sinister Race Team), +1:42.322
9 Elvis Lima (W3 Race), +2:04.564
10 Elson Almeida (SUB Racing), +1 voltas
11 Jarbas Munhoz (Clube do Volante), +1 voltas
12 Rubens Serinolli (Grip Racing 2), +1 voltas
13 Rodolfo Vieira (Marsch Team), +1 voltas
14 Edivan Monteiro (SUB Racing), +1 voltas
15 Boris Vaz (Grip Racing), +1 voltas
16 Henrique Bettega (KAMF Racing), +3 voltas
17 Sandro Goulart (Grip Racing 2), Suspensao (13)
18 Matheus Fonseca (KAMF Racing), Abandono (6)
19 Felipe Brito (Independente), Suspensao (5)
20 Jonathan Mello (Shaft Racing Team), Acidente (3) [+20s]
21 Thiago Lemos (Hattrick Racing), Abandono (0)
Volta mais rapida: Rodrigo Cascaes, 2:13.214
Hattrick para Rodrigo Cascaes.

Race Control
Incidente entre Matheus Fonseca e Sidney Santos – Nenhuma ação tomada. [1]
Sidney Santos, Stop-And-Go 10s – Falha na largada causando bloqueio (16.3.5) [+3 Licença] [1]
Aristides Graiewska, Drive-Through – Incidente de nível 2 (16.2.1) [+2 Licença] [2]
Dionizio Paulillo, Warning – Incidente de nível 1 (16.1.1) [+1 Licença] [1]
Gledson Machado, Drive-Through – Bloqueio para defender posição (16.2.11) [+2 Licença] [3]
Elvis Lima, Stop-And-Go 30s – Incidente de nível 4 (16.4.1) [+4 Licença] [1]
Incidente entre Ricardo Alves e Matheus Fonseca – Nenhuma ação tomada. [5]
Jonathan Mello, +20s – Incidente de nível 2 (16.2.1) [+2 Licença] [1]
Sandro Goulart, Drive-Through – Incidente de nível 2 (16.2.1) [+2 Licença] [7]

Pontos nas licenças
Elvis Lima +4
Sidney Santos +3
Aristides Graiewska +2
Gledson Machado +2
Sandro Goulart +2
Jonathan Mello +2
Dionizio Paulillo +1

Vídeo da etapa

More in Corridas