Connect with us

Corridas

F1BC International Pro 2016/3 @ Buenos Aires

F1BC International Pro 2016/3 @ Buenos Aires

Os bólidos da GT3 voltaram a se apresentar nesta quarta-feira (21) no F1 Brasil Clube, na International Pro desta temporada 2016/3, que começou no circuito de Buenos Aires Nº8 e contou com o grid de altíssimo nível, que tem a presença de grandes nomes do clube. O triunfo ficou com Victor Bueno da Grip Racing, ganhando com boa vantagem de Luís Santos e Fellipe Porto, que fecharam o pódio desta primeira etapa.

A pole position foi bem disputada, sendo somente 2 décimos a diferença do primeiro ao oitavo melhores tempos. O ponteiro Luis Santos cravou seu tempo de 1:11.303 a poucos segundos do final da sessão de classificação, passando o tempo de Victor Bueno que largou em segundo e Erick Goldner que largou na terceira colocação. Tadeu Costa, Ricardo Pereira, Daniel Machado, Vandyg Santiago, Fellipe Porto, Thiago Pimenta e Fabio Tranquilin foram os 10 primeiros do grid de largada.

Classificação
1 Luis Santos (Z3 Team), 1:11.303
2 Victor Bueno (Grip Racing), 1:11.351
3 Erick Goldner (Clube do Volante), 1:11.424
4 Tadeu Costa (Ghost Racer), 1:11.425
5 Ricardo Pereira (Clube do Volante), 1:11.446
6 Daniel Machado (Grip Racing), 1:11.520
7 Vandyg Santiago (Z3 Team), 1:11.545
8 Fellipe Porto (Clube do Volante), 1:11.599
9 Thiago Pimenta (Grip Racing), 1:12.058
10 Fabio Tranquilin (Ghost Racer), 1:12.067
11 Thiago Borlenghi (Hattrick Racing), 1:12.184
12 Giulio Borlenghi (Hattrick Racing), 1:12.242
13 Eder Penetra (Z3 Team), 1:12.471
14 Rubens Martins (Z3 Team 2), 1:12.659
15 Rafael Suzuki (SZK Motorsport), 1:12.836
16 Rodrigo Luan (Grip Racing 2), 1:12.905
17 Adonis Paiva (Hattrick Racing), 1:14.229

O início de prova foi bem agitado, com uma largada limpa de todo o pelotão. Victor Bueno ultrapassou o pole position Luis Santos logo na primeira curva. Quem não contou muito com a sorte foi Tadeu Costa, que largaria em quarto se não abandonasse a prova por um erro de seu simulador na troca de sessão do warmup para a corrida.

Houve disputas por todo o pelotão, em um grid onde todos andavam com ritmo semelhante, e qualquer décimo de vantagem faria uma enorme diferença. Faltando 15 minutos de corrida, houve um acidente entre Rafael Suzuki e Daniel Machado, que continuaram na prova mesmo com os carros danificados, e Machado foi punido com um “drive-through”. Quem se deu bem foi Fabio Tranquilin que ultrapassou os envolvidos no acidente e Thiago Borlenghi – que foi obrigado a tirar o pé para não se envolver na confusão.

Depois de alguns toques e perda de tempo com disputas, Luis Santos voltou a segunda colocação após a saída de pista do piloto da Clube do Volante, Erick Goldner. Victor Bueno permaneceu na dianteira por toda corrida, com grande vantagem de seus oponentes, o que o levou à vitória. Luís Santos, mesmo com ritmo muitas vezes até mais rápido do que de Bueno, não teve chances de chegar no líder e forçar uma ultrapassagem, e aos 8 minutos de prova dependia apenas de um erro do piloto da Grip para conquistar a vitória, o que não ocorreu.

O piloto Daniel Machado, prejudicado por cometer um incidente, fez uma excelente disputa nos minutos finais de prova, pela décima primeira posição com Glulio Borlenghi, ótimo defensor fazendo Machado não resistir e finalizar em décimo segundo.

Victor Bueno teve uma corrida confortável em relação ao ritmo dos adversários e ficou com o triunfo da etapa. Luís Santos e Fellipe Porto completaram o pódio. Ricardo Pereira, Erick Goldner, Thiago Pimenta, Fabio Tranquilin, Rafael Suzuki, Rodrigo Luan e Thiago Borlenghi finalizaram como os 10 primeiros da corrida. A pontuação completa de pilotos e equipes está no site oficial www.f1bc.com.

A próxima etapa da International Pro será realizada no circuito de Suzuka, no dia 05 de outubro, às 22h00 (horário de Brasília), com transmissão ao vivo no site www.f1bc.com, que ainda fornece todos os resultados, classificação, informações e VTs das etapas desta e de suas outras categorias. O F1BC ainda está com as inscrições abertas, e através do site www.f1bc.com/inscricoes você pode fazer parte do grid não só desta categoria como outras que o clube lhe oferece.

O F1BC tem parcerias oficiais com Reiza Studios, NRT Servers, Riffel Driving Academy, Canal Sim Force, Aliança Consultoria, F1Mania, SimRacingTools, SimSync, Manarim Designs, e F1-Brasil.

Final, 50 minutos
1 Victor Bueno (Grip Racing), 42 voltas
2 Luis Santos (Z3 Team), +0:03.761
3 Fellipe Porto (Clube do Volante), +0:05.340
4 Ricardo Pereira (Clube do Volante), +0:28.949
5 Erick Goldner (Clube do Volante), +0:33.645
6 Thiago Pimenta (Grip Racing), +0:37.275
7 Fabio Tranquilin (Ghost Racer), +0:45.106
8 Rafael Suzuki (SZK Motorsport), +0:55.809
9 Rodrigo Luan (Grip Racing 2), +0:58.473
10 Thiago Borlenghi (Hattrick Racing), +1:03.041
11 Giulio Borlenghi (Hattrick Racing 2), +1:11.328
12 Daniel Machado (Grip Racing), +1:11.531
13 Rubens Martins (Z3 Team 2), +1 voltas
14 Adonis Paiva (Hattrick Racing), +1 voltas
15 Eder Penetra (Z3 Team), Motor (35)
16 Vandyg Santiago (Z3 Team), Abandono (21)
17 Tadeu Costa (Ghost Racer), Não largou
Volta mais rapida: Fellipe Porto, 1:11.262

Race Control
Rubens Martins, Drive-Through – Gerou incidente de nível 2 (14.2.1) [+2 Licença][1]
Glulio Borlenghi, Drive-Through – Gerou incidente de nível 2 (14.2.1) [+2 Licença][9]
Erick Goldner, Warning – Gerou incidente de nível 1 (14.1.1) [+1 Licença][14]
Daniel Machado, Drive-Through – Gerou incidente de nível 2 (14.2.1) [+2 Licença][29]
Daniel Machado, Drive-Through – Gerou incidente de nível 2 (14.2.1) [+2 Licença][29] (2)
Adonis Paiva, Warning – Resistência quando retardatário sem perdas (16.1.3) [+1 Licença]] [40]

Pontos nas licenças
Daniel Machado +4
Rubens Martins +2
Glulio Borlenghi +2
Erick Goldner +2
Adonis Paiva +1

Vídeo da etapa

More in Corridas