Connect with us

Corridas

F1BC Touring Light 2016/3 @ Jacarepaguá

F1BC Touring Light 2016/3 @ Jacarepaguá

A Touring Light teve em sua sexta prova do campeonato um festival de ultrapassagens e disputas de tirar o fôlego, nesta quinta-feira (24), no circuito de Jacarepaguá pela temporada 2016/3 no F1 Brasil Clube. Felipe Gomes foi o pole position, mas quem brilhou ao final foi Celso Andriani, em sua primeira vitória na carreira, seguido pelo próprio Felipe e por Carlos Souza ao final.

Na tomada de tempos, a supremacia da Sim Force foi mesmo ao final da sessão com Felipe Gomes (30kg de lastro) e Davi Brito desbancando Celso Andriani (20kg) e Bruno Ramos, com a terceira fila formada por Tiago Dias (50kg) e Andre Felisberto (70kg), enquanto o líder do campeonato Felipe Fargnolli (80kg) foi apenas o 12º, e o vice-líder Augusto Maia (70kg) foi o oitavo. No geral, os pilotos com lastro se dedicaram o suficiente para estarem bem colocados no grid, entre 20 pilotos presentes.

Classificação
1 Felipe Gomes (Sim-Force Sim Racing), 1:46.525
2 Davi Brito (Sim-Force Sim Racing 2), 1:46.595
3 Celso Andriani (Grip Racing 2), 1:46.701
4 Bruno Ramos (Grip Racing), 1:46.852
5 Tiago Dias (Grip Racing), 1:47.155
6 Andre Felisberto (W3 Race 2), 1:47.190
7 Adelar de Vargas (Grip Racing 3), 1:47.283
8 Augusto Maia (Grip Racing 2), 1:47.312
9 Elson Almeida (SUB Racing), 1:47.339
10 Carlos Souza (Sim-Force Sim Racing 2), 1:47.579
11 Carlos Rocha (W3 Race), 1:47.587
12 Felipe Fargnolli (Grip Racing), 1:47.697
13 Franklin Souza (SUB Racing), 1:47.935
14 Renan Costa (Grip Racing 2), 1:48.039
15 Henrique Guimaraes (SUB Racing), 1:48.074
16 Elon Gomes (W3 Race 2), 1:49.399
17 Sandro Goulart (Grip Racing 3), 1:49.552
18 Rodrigo Vieira (W3Race), 1:49.602
19 Leandro Silva (Independente), 1:57.146

A largada foi espetacular por parte dos pilotos, já que mesmo com o grid cheio, conseguiram negociar os espaços e evitar acidentes na primeira curva. No entanto, Davi Brito, da Sim Force, que havia feito um bom treino de classificação, não teve sorte no instante da arrancada, demorando a reagir e perdendo varias posições.

Ainda nos minutos iniciais, muitas disputas de posições espalhadas por todo o circuito. Havia um ritmo muito parelho entre as equipes, fazendo com que os pelotões não se distanciassem uns dos outros, gerando um clima eletrizante de competição. Destaque para o duelo travado entre Celso Andriani e Felipe Gomes pela liderança da prova. Após várias curvas divididas e muitas tentativas frustradas de ultrapassagem, Andriani conseguiu emplacar uma manobra para cima de Gomes na freada da curva da vitória, com um mergulho muito bem executado.

Nesse meio tempo, Davi Brito, da Sim Force, que vinha fazendo uma excelente corrida de recuperação, acabou exagerando numa tentativa de surpreender Adelar de Vargas, na briga pelo quarto lugar do grid. Na ocasião, Brito perdeu o controle do seu bólido, e partiu em direção à barreira de pneus, ficando com o veículo bastante avariado, mas conseguindo retornar ao seletivo traçado de Jacarepaguá.

Decorridos 14 minutos do início da etapa, os carros da Sim Force e W3 Race foram chamados ao pit-lane para realizar a primeira troca do composto, partindo para a estratégia de 3 paradas, devido ao alto consumo dos pneus no circuito. Contudo, os pilotos da Grip continuaram na pista, deixando claro a escolha por uma tática diferente, fato que gerou expectativa sobre como isso iria se desenrolar na prova e quem levaria a melhor.

Restando 16 minutos para o fim, Bruno Ramos e Celson Andriani, ambos da Grip, foram convocados aos boxes para realizar a última troca de pneus, considerando-se a opção adotada pela equipe, de duas paradas apenas. Antes de entrarem no pit-stop, Ramos e Andriani estavam se enfrentando diretamente pela liderança da prova, fazendo com que o foco ficasse nos dois, para saber quem retornaria a frente.

Nos instantes finais, enquanto Augusto Maia (Grip Racing) e Bruno Peres (Sim-Force) conseguiam uma bela vantagem no campeonato sobre Felipe Fargnolli (Grip Racing) e Andre Felisberto (W3Race); Felipe Gomes (Sim-Force), Bruno Ramos (Grip Racing) e Celso Andriani (Grip Racing), davam início a uma disputa frenética pela vitória, com uma rápida aproximação dos pilotos da equipe laranja em relação a Gomes. Para tornar a briga ainda mais eletrizante, logo na sequência Carlos Souza, também da Sim Force, se aproximou de vez do embate pelo troféu da etapa.

Um pouco depois, Ramos se chocou lateralmente com Gomes, mas conseguiu permanecer a frente do piloto da Sim Force, mantendo-se no duelo com Andriani, até novamente se envolver em um incidente, desta vez com seu companheiro de equipe, que foi parar na área de escape, porém obteve sucesso em trazer o seu veículo de volta para o traçado, ainda na posição de honra.

Após uma prova de resistência e muitos momentos críticos de disputa, Celso Andriani, da Grip Racing, fatura a sua primeira vitória na carreira, seguido de perto por Felipe Gomes, da Sim Force, que logrou um excelente resultado para o campeonato, chegando em segundo. Fechando o pódio, Carlos Souza, também da Sim Force. Augusto Maia, Bruno Ramos, Bruno Peres, Elson Almeida, Davi Brito, Henrique Guimaraes e Felipe Fargnolli completaram o top 10.

Agora, na briga pelo título Augusto Maia lidera com 167 pontos, contra 157 de Celso Andriani, 155 de Felipe Fargnolli, 152 de Felipe Gomes, 141 de Andre Felisberto, 135 de Bruno Peres, 123 de Tiago Dias, e 122 de Elson Almeida. Simplesmente oito pilotos disputarão o troféu de campeão na etapa final. A pontuação completa de pilotos e equipes está no site oficial www.f1bc.com .

A próxima etapa da Touring Light será realizada no circuito de Monza, no dia 8 de dezembro, às 22h00 (horário de Brasília), com transmissão ao vivo no site www.f1bc.com, que ainda fornece todos os resultados, classificação, informações e VTs das etapas desta e de suas outras categorias. O F1BC ainda está com as inscrições abertas, e através do site www.f1bc.com/inscricoes você pode fazer parte do grid não só desta categoria como outras que o clube lhe oferece.

O F1BC tem parcerias oficiais com Reiza Studios, NRT Servers, Riffel Driving Academy, Canal Sim Force, Aliança Consultoria, F1Mania, SimRacingTools, SimSync, Manarim Designs, e F1-Brasil.

Final, 50 minutos
1 Celso Andriani (Grip Racing 2), 27 voltas
2 Felipe Gomes (Sim-Force Sim Racing), +0:01.186
3 Carlos Souza (Sim-Force Sim Racing 2), +0:07.116
4 Augusto Maia (Grip Racing 2), +0:07.235
5 Bruno Ramos (Grip Racing), +0:11.473
6 Bruno Peres (Sim-Force Sim Racing), +0:17.583
7 Elson Almeida (SUB Racing), +0:19.867
8 Henrique Guimaraes (SUB Racing), +0:29.372
9 Felipe Fargnolli (Grip Racing), +0:29.859
10 Carlos Rocha (W3 Race), +0:34.398
11 Davi Brito (Sim-Force Sim Racing 2), +0:20.314 [+20s]
12 Renan Costa (Grip Racing 2), +0:47.090
13 Sandro Goulart (Grip Racing 3), +1:06.456
14 Rodrigo Vieira (W3 Race), +1:20.593
15 Elon Gomes (W3 Race 2), +1 voltas
16 Adelar de Vargas (Grip Racing 3), Abandono (14)
17 Andre Felisberto (W3 Race 2), Acidente (11)
18 Franklin Souza (SUB Racing), Abandono (9)
19 Tiago Dias (Grip Racing), Abandono (9) [+40s]
20 Leandro Silva (Independente), Abandono (5)
Volta mais rapida: Celso Andriani, 1:47.219

Race Control
Franklin Souza, Warning – Incidente de nível 1 (16.1.1) [+1 Licença][1]
Incidente entre André Felisberto e Felipe Fargnolli – Nenhuma ação tomada.[1]
Incidente entre Elon Gomes e Bruno Peres – Nenhuma ação tomada.[1]
Incidente entre Sandro Goulart e Carlos Rocha – Nenhuma ação tomada.[2]
Augusto Maia, Warning – Incidente de nível 1 (16.1.1) [+1 Licença][3]
Incidente entre Carlos Souza e Davi Brito – Nenhuma ação tomada.[5]
Incidente entre Carlos Souza e Augusto Maia – Nenhuma ação tomada.[5]
Felipe Fargnolli, Warning – Incidente de nível 1 (16.1.1) [+1 Licença] [7]
Renan Costa, Warning – Incidente de nível 1 (16.1.1) [+1 Licença][8]
Tiago Dias, Warning – Incidente de nível 1 (16.1.1) [+1 Licença][9]
Tiago Dias, +40s no tempo final de prova – Incidente de nível 3 (16.3.1) [+3 Licença][10]
Elson Almeida, Warning – Incidente de nível 1 (16.1.1) [+1 Licença] [10]
Incidente entre Henrique Guimarães e Carlos Rocha – Nenhuma ação tomada.[11]
Incidente entre Andre Felisberto e Adelar de Vargas – Nenhuma ação tomada.[12]
Incidente entre Davi Brito e Carlos Rocha – Nenhuma ação tomada.[13]
Incidente entre Henrique Guimarães e Adelar de Vargas – Nenhuma ação tomada.[14]
Felipe Fargnolli, Warning – Incidente de nível 1 (16.1.1) [+1 Licença][16]
Carlos Rocha, Warning – Incidente de nível 1 (16.1.1) [+1 Licença][16]
Bruno Ramos, Warning – Incidente de nível 1 (16.1.1) [+1 Licença][18]
Henrique Guimarães, Warning – Faróis/buzina para sinalização (16.1.7) [+1 Licença][18]
Incidente entre Augusto Maia e Carlos Souza – Nenhuma ação tomada.[23]
Bruno Ramos, Warning – Incidente de nível 1 (16.1.1) [+1 Licença][23]
Elson Almeida, Warning – Incidente de nível 1 (16.1.1) [+1 Licença][23]
Bruno Ramos, Drive-Through – Incidente de nível 2 (16.2.1) [+2 Licença][23]
Incidente entre Davi Brito e Elson Almeida – Nenhuma ação tomada.[23]
Incidente entre Bruno Ramos e Celso Andriani – Nenhuma ação tomada.[25]
Davi Brito, +20s no tempo final de prova – Incidente de nível 2 (16.2.1) [+2 Licença] [25]
Celso Andriani, Warning – Faróis/buzina para sinalização (16.1.7) [+1 Licença][26]
Augusto Maia, Warning – Faróis/buzina para sinalização (16.1.7) [+1 Licença][26]
Augusto Maia, Warning – Chat durante a sessão (16.1.4) [+1 Licença][26]

Pontos nas Licenças
Bruno Ramos +4
Tiago Dias +4
Augusto Maia +3
Felipe Fargnolli +2
Elson Almeida +2
Davi Brito +2
Franklin Souza +1
Renan Costa +1
Carlos Rocha +1
Henrique Guimarães +1
Celso Andriani +1

Vídeo da etapa

More in Corridas