Connect with us

Corridas

F1BC Nascar Pro 2017/3 @ Chicagoland

F1BC Nascar Pro 2017/3 @ Chicagoland

Se alguém apostou que a Nascar Pro teria uma queda de qualidade com a prova de Chicagoland, certamente perdeu. A segunda etapa do campeonato na temporada 2017/3 do F1BC se deu nesta segunda-feira (18) e teve muitas estratégias, poucas (3) bandeiras amarelas, e um vencedor diferente: Alysson Pereira, passando por Romar Arns com pane seca na última curva para comemorar sua nova fase na carreira.

A classificação mostrou alguns medalhões na frente. Bruno Barbugli, Junior Borborema, Rafael Hubie, Romar Arns e Thiago Vieira, este de volta à categoria, no ‘Top 5’. O total de 21 presentes mostrou ainda o retorno de Vera Silva, da G-Force Motorsports, ao clube.

Classificação
1 Bruno Barbugli (Falcon Motorsports), 29.347
2 Junior Borborema (DR Racers), 29.373
3 Rafael Hubie (Bravus eMotorsport), 29.405
4 Romar Arns (Escuderia Sul-Brasil), 29.480
5 Thiago Vieira (G-Force Motorsports), 29.508
6 Mike Ramos (Bravus eMotorsport), 29.527
7 Marcelo Fernandes (Bravus eMotorsport), 29.538
8 Victor Del Porto (Static Racing), 29.540
9 Ale Laska (Falcon Motorsports), 29.609
10 Alex Montoanelli (Interlagos Motorsports), 29.650
11 Mauricio Alves (Mondial Racing), 31.186
12 Paulo Cezar Villas Boas (HGT Brasil), 40.777
13 Arthur de Castro (DR Racers), sem tempo
14 Sérgio Calizário (Falcon Motorsports 2), sem tempo
15 Alysson Pereira (Independente), sem tempo
16 Pedro Humenhuk (Falcon Motorsports), sem tempo
17 Rafael David (Pro Drivers), sem tempo
18 Diego Santos (4Nerds Racing), sem tempo
19 Bruno Miranda (BMRS Motorsports), sem tempo
20 Vera Silva (G-Force Motorsports), sem tempo
21 Allan Botelho (Mondial Racing), sem tempo

O primeiro trecho sob bandeira verde em Chicago foi curto, com um toque por problema de conexão entre Mike Ramos e Romar Arns, que seguiram em frente após a quinta volta. Logo aqui os pilotos já buscaram trocar pneus, exceto poucos como Victor Del Porto, o maior símbolo de resistência com pneus gastos na prova.

A sequência foi uma longa batalha em busca da conservação de pneus e do bom ritmo. A previsão era mesmo de pit stop na metade da prova, volta 60. E quase todos conseguiram: Barbugli e Borborema foram alguns dos que pararam ligeiramente mais cedo, buscando ganhar espaço com forte ritmo. Outros como Romar, Vieira e Alysson deixaram para mais tarde. E aí surgiu uma bandeira amarela para mudar tudo.

Como todos preferiram parar para trocar pneus nesta entrada de Safety Car, pilotos como Romar e Alysson tinham a frente do pelotão. Claro que Barbugli, Borborema e Hubie avançaram e fizeram forte ritmo, mas estes e a maioria optou por parar com 30 voltas para o fim, trocando pneus e passando a voarem no oval de uma milha e meia.

Aí entrou o risco em todos os sentidos para Romar e Alysson – seja por pane seca, pneus em situação lamentável, ou mesmo de serem acertados por carros muito mais rápidos descontando volta. Eles seguraram bravamente seus bólidos, mas viram a vantagem para Arthur, Bruno e Jr ser dizimada. Ainda assim, faltando três voltas, eles tinham 7 segundos adiante, garantindo o resultado.

Mas Romar desde a penúltima volta começou a acionar a emnbreagem para poupar combustível nas curvas, e o problema se confirmou na volta final, ficando lento e vendo Alysson Pereira passar como um foguete para conquistar a vitória. Romar ainda foi segundo, com Bruno Barbugli em terceiro, após superar Arthur de Castro, inspirado nesta noite. Jr Borborema completou o ‘Top 5’.

A próxima etapa da Nascar Pro será realizada no oval de New Hampshire, no dia 25 de setembro, às 22h00 (horário de Brasília), com transmissão ao vivo na Fan Page www.facebook.com/f1brasilclube. Todas as informações sobre o F1 Brasil Clube você confere em www.f1bc.com.

O F1BC tem o patrocínio de Aliança Consultoria, Doutor Lubrifica, Fanatec, Logitech, Nuuvem, RealGame, e o apoio de Canal Sim Force, F1 Brasil, F1Mania, iRacing, Reiza Studios, Sector3 Studios, SimRacingTools, e SimSync.

Final, 120 voltas
1 Alysson Pereira (Independente), 120 voltas
2 Romar Arns (Escuderia Sul-Brasil), -1.478
3 Bruno Barbugli (Falcon Motorsports), -2.310
4 Arthur de Castro (DR Racers), -3.057
5 Junior Borborema (DR Racers), -3.914
6 Rafael Hubie (Bravus eMotorsport), -7.743
7 Thiago Vieira (G-Force Motorsports), -10.519
8 Victor Del Porto (Static Racing), -11.970
9 Ale Laska (Falcon Motorsports), -15.210
10 Pedro Humenhuk (Falcon Motorsports), -16.052
11 Alex Montoanelli (Interlagos Motorsports), -24.345
12 Mike Ramos (Bravus eMotorsport), -1 L
13 Rafael David (Pro Drivers), -1 L
14 Paulo Cezar Villas Boas (HGT Brasil), -1 L
15 Allan Botelho (Mondial Racing), -2 L
16 Marcelo Fernandes (Bravus eMotorsport), -4 L
17 Diego Santos (4Nerds Racing), -4 L
18 Bruno Miranda (BMRS Motorsports), -11 L
19 Mauricio Alves (Mondial Racing), -23 L
20 Sérgio Calizário (Falcon Motorsports 2), -43 L
21 Vera Silva (G-Force Motorsports), Abandono (54)
Volta mais rápida: Bruno Barbugli, 29.798

Pontos Bônus
Bruno Barbugli +2 por liderar mais voltas
Junior Borborema +1 por liderar uma volta
Alysson Pereira +1 por liderar uma volta
Romar Arns +1 por liderar uma volta
Victor Del Porto +1 por liderar uma volta
Ale Laska +1 por liderar uma volta
Rafael Hubie +1 por liderar uma volta

Race Control
Diego Santos, End of Line – Acima da velocidade limite antes da largada (16.2.7) [+2 Licença][1]
Incidente entre Romar Arns e Mike Ramos – Nenhuma ação tomada.[4][netcode]
Diego Santos, End of Line – Incidente de nível 2 (16.2.1) [+2 Licença][10]
Vera Silva, Warning – Chat durante a sessão (16.1.4) [+1 Licença][11]
Mike Ramos, Warning – Chat durante a sessão (16.1.4) [+1 Licença][11]
Mauricio Alves, Warning – Incidente de nível 1 (16.1.1) [+1 Licença][60]
Ale Laska, End of Line – Incidente de nível 2 (16.2.1) [+2 Licença][61]
Análise de possível problema de conexão de Bruno Miranda.[64]

Pontos nas Licenças
Diego Santos +4
Ale Laska +2
Vera Silva +1
Mike Ramos +1

Vídeo da etapa

More in Corridas