Connect with us

Clube

F1BC atualiza Ranking e Estatísticas de pilotos e equipes após a temporada 2018/3

F1BC atualiza Ranking e Estatísticas de pilotos e equipes após a temporada 2018/3

Prestes a iniciar a temporada 2019/1, o F1 Brasil Clube atualizou seu Ranking de pilotos e equipes, além das Estatísticas Gerais, mostrando todos os números das carreiras de cada piloto e equipe no clube.

O Ranking do F1BC elege os pilotos e equipes através dos últimos 12 meses – ou 21 rodadas – disputadas com suas vitórias, segundos, terceiros, poles-positions, abandonos e desclassificações anotados para a soma e subtração de pontos.

As Estatísticas colocam os pilotos com seus dados totais (desde o início do F1BC) e ordenados por ordem alfabética, mas o usuário consegue filtrar cada item em ordem de maior ou menor para observar a carreira de cada piloto.

Confira os principais destaques da última atualização do Ranking e das Estatísticas do F1 Brasil Clube que podem ser acessados, respectivamente, em www.f1bc.com/ranking e www.f1bc.com/estatisticas:

RANKING DE PILOTOS

Mandziuc pulou da 3ª posição para a 1ª, sendo assim eleito o Piloto do Ano de 2018 no F1 Brasil Clube. Conta a seu favor estar em campeonatos de máximo nível e carros complexos, como Formula Pro e Le Mans Series, em um simulador que conta com variações climáticas, o rFactor 2.

Rodrigo Lepri foi quem mais subiu no top-10, saindo de 10º em setembro para o 2º posto ao final do ano. O piloto da Mondial Racing dominou a arte de pilotar o Mazda MX5 e contabilizou grande sequência, mas agora terá de buscar outras competições para manter seu status, já que este carro “saiu de linha” em 2019 nos campeonatos do F1BC.

João Junior, por sua vez, era o 17º e agora é o 3º, sendo grande destaque pelos resultados em categorias como Marcas Junior, Light e até Pro, aproveitando o domínio de um carro específico.

Empatado com João Junior, Rafael Borges precisou de bem menos GPs para atingir o 3º lugar: foram três campeonatos – ou seja, 21 participações – para atingir os mesmos 18 pontos e uma incrivel média de 6,10 por etapa. Seu domínio por duas vezes na Formula Light (Automobilista) e boas atuações na GT Series, do Assetto Corsa, mostraram versatilidade entre os simuladores.

Raphael Camelo subiu de 7º para 5º, mesmo ficando com menos 6 pontos em relação ao Ranking anterior, por manter uma sequência de pódios nesta temporada.

Já Bruno Vasconcelos teve uma alta expressiva, da 16 colocação para a 7ª, agora investindo em Indy Pro e Indy Light simultaneamente com sucesso em ambas. Curiosamente seu arquirrival Bruno Miranda segue muito próximo, na posição seguinte, adotando a mesma estratégia – claro sinal de que os campeonatos de Indy contam e muito para o Ranking quando o piloto consegue ser constante.

Mesmo com suas campanhas vitoriosas na National Pro, Tadeu Costa caiu de 12º para 9º, retrato de últimas edições extremamente competitivas dos campeonatos com os Stock Car. Mas Tadeu já avisou que estará em outras categorias, com diferentes simuladores, para abraçar um novo desafio.

Pilotos que estavam focados apenas em um tipo de campeonato e se viram sem muitas opções diante de mudanças obviamente perderam espaço no Ranking, como o ex-número um Bruno Barbugli, fera na NASCAR, além de Ralph Benitez, líder da atualização anterior, sem participar de campeonatos com o RaceRoom, ficando, agora, em 6º, e Junior Borborema, caindo de 6º para 15º.

Como o Ranking F1BC contempla os últimos 12 meses, o piloto que corre apenas uma temporada dificilmente consegue grande destaque, mas Ricardo Macieski, campeão da GT Series com o Assetto Corsa, fez apenas 7 GPs e chegou ao 34º posto do Ranking, com a melhor de todas as médias de pontos por GP até aqui: 7,34 tentos.

Felipe Oliveira em 9º e Ricardo Rick em 10º são da safra de novos campeões que conseguiram unir boas atuações em diferentes campeonatos, somando bons números de GPs com aparições em pódios, onde o lastro costuma dificultar esta missão.

Junior Borborema em quinto em número de vitórias e Leandro Werle em sétimo mostram que apenas vencer ainda não é suficiente para se manter no topo, já que eles se encontram em 15º e 31º no geral. Rodrigo Cascaes em número de poles position é quinto, mas apenas 87º no Ranking. Marcio Medeiros tem 2 Grand Chelem, mas se encontra em 22º.

Bruno Póvoa tem 47 GPs mas abandonou 15 deles, sendo um exemplo de que a falta de sorte em deixar as corridas mais cedo pesa bastante – mesmo sendo um piloto de alto rendimento e com 12 pódios, acaba tendo apenas 1,79 pontos por GP, ficando ainda assim na 13ª colocação do Ranking. Já Elvis Lima com apenas 14 GPs e nenhum abandono conseguiu permanecer em 17º, mesmo tirando uma temporada sabática no final do ano, contando com a bela média de 5,07 pontos por etapa.

Quem não abandonou nenhuma corrida das realizadas em 2018 merece total destaque: Edgard Mesquita com 28 corridas, Evandro Marques 20, Diego Venzon 18, Vinicius Oliveira, Wevertton Marques e Marcelo Neiva, além de Elvis Lima, com 14 etapas cada sem saírem.

RANKING DE EQUIPES

A Grip Racing superou a SUB Racing, virando o jogo na temporada 2018/3 e ficando como a liderança entre as escuderias no ano de 2018 no F1 Brasil Clube. A SUB ficou com o segundo lugar geral e a Hattrick Racing fechou o ano em terceiro, superando a Team Brasil Racing, agora a 4ª.

A 4Brothers Epicenter agora é a 5ª, subindo bastante graças às campanhas fortíssimas de Henrique Mandziuc, Artur Vieira, Sandro Nocera, Joe Silvestrini e Vinicius Oliveira nas categorias de rFactor 2. Esta escuderia é acostumada com o sucesso, já tendo sido ponteira no passado.

A Tornado Motorsports ocupa a 6ª posição investindo em National e Marcas, enquanto a Dragon Racing AV, focada nas Indy, chegou ao 7º lugar. A Red Arrow Racing Team, que distribui atenções em vários simuladores, é a 8ª e a Mondial Racing, das Sportscar, chegou ao 9º. A Fast Lap Kart Indoor, nova no clube em 2018, formou times em várias competições e já está em #10. no 10º posto.

Em vitórias, a 4Brothers pulou de quarto para primeiro lugar, com a Team Brasil em segundo. A Hattrick pulou de 17º para 3º e a Grip Racing foi para o quarto lugar neste quesito. Em poles position, Hattrick, Dragon, 4Brothers e Snow Schatten estão entre as quatro melhores.

ESTATÍSTICAS GERAIS DOS PILOTOS

Finalmente o recorde de vitórias foi batido, com Henrique Mandziuc chegando a 58 triunfos e superando Ciro Nishimura, com 51. Vale destacar que os números são próximos, já que Bruno Barbugli e Renato Dornelles tem 49 cada, Ralph Benitez tem 46, Tadeu Costa 44, Fagner Roberto 41, Rodrigo Wizard e Thiago Moreira 35 cada.

Em poles positions, Bruno Barbugli ainda reina absoluto com 67. Ciro Nishimura tem 54 e Henrique Mandziuc pulou para 46. Enquanto Tadeu Costa (agora 44), Renato Dornelles (43), Rodrigo Wizard (42), e Thiago Moreira (41) seguem nas primeiras posições.

No quesito voltas rápidas, Ciro Nishimura segue com 62 ocasiões, Bruno Barbugli com 55, Rodrigo Wizard com 51 e Henrique Mandziuc com 45, desempatando com Renato Dornelles (40), esses formando o top-5. Já em hattricks Ralph Benitez ainda é o ponteiro com 26, mas Mandziuc empatou com Dornelles (22 cada), deixando Barbugli com 19 e Tadeu com 18.

Em número de GPs, o top-15 simplesmente não mudou sua ordem: Andre Cozza, Fernando Passos, Rafael David, Gean Celso e Fabio Neris ainda são os mais rodados e experientes. A primeira mudança em posições foi de Andre Kimi superando Sergio Rodrigues para o 16º lugar em número de provas.

ESTATÍSTICAS GERAIS DAS EQUIPES

Poucas mudanças marcam o quadro de equipes, devido a alta tradição e acúmulo de números gerais das escuderias de maior longevidade, mas há algumas novidades. A Hattrick Racing passou a 4Brothers e a OGP Racing para ser a 8ª e a tendência é ser a 7ª em 2019, superando a estagnada MIG Motorsports. A SUB Racing passou a Dragon Racing AV em número de GPs e a tendência é superar MidiaSom Racing e a Vakuum Racing este ano e ser a 11ª.

Em vitórias, a mudança foi a Hattrick superando a Furia Race, no 11º lugar. O top-10 ficou intacto com Sinister, Grip, Alliance, Pro Drivers, 4Brothers, Vakuum, OGP, Falcon e Pegoraros. Já nas poles positions, mais uma vez a Hattrick deu show ao passar Vakkum, Falcon e Chiara, chegando ao 8º posto neste quesito absoluto, provando que é a equipe que mais cresceu historicamente na temporada 2018/3.

INSCRIÇÕES ABERTAS PARA A TEMPORADA 2019/1

As inscrições para a temporada 2019/1 do F1BC ainda estão abertas. Inscreva-se em www.f1bc.com/inscricoes, preenchendo o formulário completo. Todos os dados serão computados no banco de dados do clube, que retornará com agilidade aos pedidos com as informações de pagamento e demais confirmações.

O F1BC tem o patrocínio de Aguiatech, Aliança Consultoria, Área Nobre Estacionamentos, Chiara Guitar Parts, Extreme SimRacing, Logitech, M7Help, e o apoio de Canal Sim-Force, F1 Brasil, F1 Mania, iRacing, Reiza Studios, e Sector3 Studios.

Advertisement

Facebook

Advertisement

VÍDEO DESTAQUE

More in Clube