Connect with us

F1BC Cup Junior 2008/1 @ Monza

O recorde de participantes na categoria School até agora marcou este final de semana em Monza. Com 14 pilotos em plenas condições de participar, tivemos estabelecida uma divisão 9/5 em dois servidores, sem muito LAG e várias ultrapassagens. Muita apreensão foi formada já que a largada em Monza é sempre complicada, mas os pilotos da School deram mais uma mostra de evolução, e as partidas não tiveram maiores problemas.

QUALIFYING – A divisão em dois servers trouxe emoções já na classificação. O chat aguardou ansioso pela tabela unificada de qualifying, e a principal surpresa foi que os pilotos que estavam no “server B” se classificaram todos para o Server A da corrida. ucas Chaves assegurou a pole-position e o favoritismo, enquanto Diogo Tenan, logo em sua estréia, já marcou o segundo melhor tempo. Matheus Romanowski, também estreante, foi o terceiro, dividindo a segunda fila com Daniele Assis.

Qualifying
1 Lucas Chaves (DF/Red Bull), 1:21.392
2 Diogo Tenan (RJ/Toyota), 1:21.457
3 Matheus Romanowski (RS/Spyker), 1:21.547
4 Daniele Assis (RJ/Wiliams), 1:21.610
5 Andrei Fonseca (MG/Honda), 1:21.823
6 Luth Cysne (SC/Renault), 1:21.990
7 Raphael Brito (SP/Red Bull), 1:22.051
8 Diogo Leal (GO/Renault), 1:22.352
9 Gus Scherer (AM/Toro Rosso), 1:22.966
10 Carlos Silva (PR/Honda), 1:23.429
11 Thiago Barros (MG/Super Aguri), 1:24.852
12 Matheus Ferro (MG/Super Aguri), 1:25.083
13 Raphael Garcia (GO/Toyota), 1:27.878
14 Thiago Wendt (MG/Spyker), sem tempo

Legenda
Server A
Server B

FEATURE RACE – A primeira largada da School foi problemática por causa do lag. Por isso, tivemos outra largada. Na segunda, a Honda de Andrei Fonseca, numa largada espetacular, pula para segundo. Porém, numa tentativa desesperada de manter a segunda posição, Diogo Tenan passa do ponto e não segura o carro, levando consigo Lucas Chaves para fora da pista. Chaves ainda é tocado pelo seu companheiro de equipe, Raphael Brito, na Curve della Rogge. Fonseca fica na liderança. Porém, também Andrei encontra dificuldade para contornar a Variante Ascari. Habilmente, Fonseca segura o carro pra não rodar, mas cai para terceiro. Na volta seguinte, Diogo Leal (Renault), toca na Honda fazendo Fonseca ir parar no muro e perder o bico do carro. Fonseca pára nos pits pra trocar o bico e volta para fazer uma corrida de recuperação.

Com os favoritos à corrida ficando pelo caminho, o estreiante, Matheus Romanowski da Spyker assumiu a liderança da prova. Porém, a corrida se resumiu à uma briga onde o outro estreiante da categoria, Diogo Tenan da Toyota, levava a melhor sobre seu chará, Diogo Leal da Renault. O líder do campeonato, Cysne também da Renault, andava colados neles, assim como Chaves e Assis que vinha numa prova de recuperação também.

O líder do campeonato, Cysne, errou sozinho na chicane e quase causa um acidente ao voltar de maneira perigosa atravessando o carro na frente de Chaves. Romanowski, como um bom estreiante, estoura o motor e se despede de sua estréia na décima volta.

Após a janela de pit stops, Chaves, naquela altura em quarto, começa sua escala à vitória, passando na pista os dois Diogos, primeiro o Leal e depois o Tenan. Com a punição recebida pelo seu companheiro de equipe, Raphael Brito, no incidente envolvendo o próprio Chaves, a vitória da corrida vai, com justiça, para o brasiliense Lucas Chaves. Diogo Tenan faz uma excelente estréia em questão de resultados, apesar de se envolver em incidentes durante a corrida e fica em segundo. Raphael Brito põe a segunda Red Bull no pódio ficando em terceiro. Daniele Assis, Luth Cysne e Andrei Fonseca completaram o pelotão intermediário na classificação. Diogo Leal, da Renault, chegou em terceiro na pista, mas foi punido, caindo para pelo toque que deu na Honda de Fonseca e caiu para sétimo, ficando na frente somente da Toro Rosso de Gus Scherer que teve dificuldades durante toda a prova.

No Server B, uma corrida maluca foi estabelecida. Carlos Silva assumiu a ponta e poderia vencer com certa tranquilidade, quando cometeu um erro na saída da Variante Ascari e rodou. No retorno, o paranaense acabou fechando a Super Aguri de Matheus Ferro, que sem ter para onde ir colidiu com a Honda do adversário, perdendo o bico. A outra Aguri, logo em seguida, também deu um toque, mas ganhou a liderança, enquanto Carlinhos abandonou.

Thiago Wendt, que não marcou tempo, também não conseguiu largar, e ficou de fora da briga. Já Raphael Garcia largou, mas ficou mkuito atrás, devido a diversas rodadas e batidas, até que abandonou na sexta volta, acumulando prematuramente 27 segundos de penalização por cut track. A corrida então ficou restrita às Super Aguris, que entre um corte e outro de caminho pelas chicanes, terminaram com 13 segundos de distância entre ambas, e muitos segundos de penalização cada.

Feature Race – Final, 15 voltas
1 Lucas Chaves (DF/Red Bull), 21:42.563 (média de 238.43 km/h)
2 Diogo Tenan (RJ/Toyota), +6.178
3 Raphael Brito (SP/Red Bull), 21:38.233 [+10s penalty]
4 Daniele Assis (RJ/Wiliams), +13.450
5 Luth Cysne (SC/Renault), +18.417
6 Andrei Fonseca (MG/Honda), +39.576
7 Diogo Leal (GO/Renault), +12.661 [+30s penalty]
8 Gus Scherer (AM/Toro Rosso), +45.271
9 Matheus Ferro (MG/Super Aguri), 23:35.000 [+45s penalty]
10 Thiago Barros (MG/Super Aguri), +13.000 [+51s penalty]
– Matheus Romanowski (RS/Spyker), DNF/Engine (10)
– Carlos Silva (PR/Honda), DNF/Accident (7) [+30s penalty]
– Raphael Garcia (GO/Toyota), DNF/Accident (6) [+27s penalty]
– Thiago Wendt (MG/Spyker), DNS
Fastest lap: Raphael Brito (SP/Red Bull), 1:22.488

Explicação de punições
D.Leal: +30s (toque em A.Fonseca, causando danos)
R.Brito: +10s (toque em L.Chaves, sem danos maiores)
T.Barros: +25s (5x big cut track)
T.Barros: +16s (8x cut track)
T.Barros: +10s (não respeitou linha branca na saída dos pits)
M.Ferro: +25s (5x big cut track)
M.Ferro: +10s (5x cut track)
M.Ferro: +10s (não respeitou linha branca na saída dos pits)
C.Silva: +30s (fechada em T.Barros, causando danos)
R.Garcia: +25s (5x big cut track)
R.Garcia: +2s (1x cut track)

SPRINT RACE – O grid invertido na largada da sprint ficou com Gus Scherer, Andrei Fonseca, Luth Cysne, Daniele Assis, Diogo Leal, Diogo Tenan, Lucas Chaves, Raphael Brito e Matheus Romanowski. Na largada, mais uma vez a Honda de Andrei Fonseca pula na frente. As Renaults também largam bem. Na freiada da chicane, Gus Scherer inventou um espaço a mais na pista e fez Fonseca passar junto com ele por fora da chicane. Assis toca em Diogo e o joga pra fora da pista também. Desde então, a corrida se dividiu em duas: Fonseca e Chaves brigando pela primeira posição e os demais, praticamente 10 segundos atrás, tentando chegar em terceiro.

Tenan ainda conseguiu acertar Assis e forçá-la a párar o carro nos boxes pra repor peças. Romanowski, Leal e Scherer travaram uma disputa instensa pela terceira posição por algumas curvas, Romanowsk levando a melhor. Fonseca chegou na em primeiro, 6 décimos na frente de Chaves. Romanowski conseguiu marcar uma boa estréia, fechando o pódio na Sprint.

O Server B mais uma vez teve sua corrida maluca, e com fatos parecidos: Wendt não consegue largar, Raphael Garcia se acidenta logo no início, e Carlos Silva novamente é acertado por trás. Porém, desta vez a coisa foi mais séria: Thiago Barros ignorou completamente as chicanes e varou uma delas a mais de 300 km/h, acertando Carlinhos lá na frente, quase nas curvas di Lesmo, em um terrível acidente. Como punição, o piloto da Super Aguri ficará afastado por uma etapa. Já Matheus Ferro foi o último dos moicanos, sobrevivendo ao caos e terminando a prova.

Sprint Race – Final, 5 voltas
1 Andrei Fonseca (MG/Honda), 6:57.350 (média de 248.04 km/h)
2 Lucas Chaves (DF/Red Bull), +0.620
3 Matheus Romanowski (RS/Spyker), +6.678
4 Diogo Leal (GO/Renault), +8.230
5 Raphael Brito (SP/Red Bull), +12.640 [+4s penalty]
6 Gus Scherer (AM/Toro Rosso), +9.248 [+16s penalty]
7 Luth Cysne (SC/Renault), +20.657 [+6s penalty]
8 Diogo Tenan (RJ/Toyota), +49.100 [+30s penalty]
9 Matheus Ferro (MG/Super Aguri), 7:17.156 [+25s penalty]
10 Daniele Assis (RJ/Wiliams), +1 lap [+4s penalty]
– Carlos Silva (PR/Honda), DNF/Accident (2)
– Raphael Garcia (GO/Toyota), DNF/Accident (0)
– Thiago Barros (MG/Super Aguri), DQ
– Thiago Wendt (MG/Spyker), DNS
Fastest lap: Lucas Chaves (DF/Red Bull), 1:21.982

Explicação de punições
M.Ferro: +15s (3x big cut track)
M.Ferro: +10s (toque em T.Barros, sem maiores danos)
G.Scherer: +10s (toque em R.Brito, sem maiores danos)
D.Tenan: +30s (batida em D.Assis causando danos)
G.Scherer: +6s (3x cut track)
L.Cysne: +6s (3x cut track)
D.Assis: +4s (2x cut track)
R.Brito: +4s (2x cut track)
T.Barros: DQ (batida assintosa em C.Silva causando danos)
* Thiago Barros (MG/Super Aguri) ficará uma rodada (Áustria) suspenso.

Advertisement

Facebook

Advertisement

VÍDEO DESTAQUE

More in Corridas