Connect with us

F1BC Cup Pro 2007/1 @ Indianápolis

Depois da organização do F1BC usar todo seu arsenal de fotos da Jaguar na última vitória de Victor Cardoso, no GP da Itália, achando que nunca mais veríamos o carro verde no topo do pódio, o carioca nos surpreendeu, e levou novamente a pontuação máxima, desta vez no GP dos Estados Unidos.

Disputada em 24 voltas sob chuva no circuito misto dentro do templo oval, a “Indy 24” foi dividida em dois servidores, graças ao bom número de interessados em participar da competição, mesmo com o título decidido a favor de Rodrigo Wizard (Ferrari), que também esteve presente e se envolveu em diversos incidentes de corrida com seus adversários.

Na classificação, com o server lotado, tudo correu tranquilamente. Server 1: C.Junior (McLaren), R.Wizard (Ferrari), S.Lopes (Arrows), V.Cardoso (Jaguar) e L.Felix (Ferrari). Server 2: E.Azeredo (Jordan), D.Ganecci (Williams), S.Kolachinski (Ferrari), fazendo mais uma participação especial, F.Marques (Arrows) e F.Aguiar (Williams), que era um dos favoritos, mas se atrasou e largou na última colocação.

Qualificação
1 Carlos Junior (PA/McLaren), 1:15.743
2 Rodrigo Wizard (SP/Ferrari), 1:15.891
3 Sergio Lopes (SP/Arrows), 1:16.875
4 Victor Cardoso (RJ/Jaguar), 1:16.985
5 Leonardo Felix (PR/Ferrari), 1:17.074
6 Eduardo Azeredo (RJ/Jordan), 1:17.879
7 Sergio Kolachinski (PR/Ferrari), 1:17.880
8 Deco Ganecci (SP/Williams), 1:18.444
9 Felippe Ze Marques (SP/Arrows), 1:20.660
10 Francisco Aguiar (RJ/Williams), no time

Server 1 – A Guerra dos Totós sem maldade

Com ultrapassagens, toques e um servidor não tão rápido, logo vieram as reclamações. A organização do F1BC analisou os replays enviados por cada envolvido, e uma curiosa cena apareceu: em um replay, o piloto estava batendo no outro; já em outro replay, eles passavam longe, como se a batida tivesse sido ocasionada pelo vento. Diante disso, ninguém foi julgado culpado ou levou punição.

A largada já teve Victor Cardoso indo para fora do primeiro Esse, após ficar espremido. Voltando à pista, ainda teve a oportunidade de ficar lado a lado com Rodrigo Wizard, quando de trás veio Carlos Junior, freando tarde, e fez ambos rodarem. Junior disparou, enquanto a briga dos outros quatro era intensa. Rodrigo partiu para cima e passou Cardoso, após o carioca errar na saída da curva que antecede o trecho do oval, passando assim a acompanhar de camarote o belo duelo entre Sergio e Leonardo. O piloto da Arrows ficou na vantagem, enquanto Léo perdeu terreno e passou a ser pressionado por Wizard. Na curva ao final do primeiro setor, veio a tentativa final: Rodrigo colocou por dentro, mas patinou ao freiar, e tocou o colega de Ferrari que vinha por fora. Felix caiu para último, posição que se confirmou após levar uma punição de limite de velocidade nos boxes. A briga então era entre Lopes e Wizard, uma briga ferrenha, mas que terminou com a Ferrari fazendo a diferença.

O maior momento da prova se deu quando Carlos Junior, que liderava com folga, foi para a parte de dentro do trecho oval, rumo aos boxes para seu reabastecimento. Para surpresa de todos, a pane seca o pegou bem no limite, e o paraense ficou atravessado no veloz e estreito caminho. Rodrigo Wizard passou voando ao seu lado, por dentro, e teve de usar todo seu nível de habilidade para segurar o carro a mais de 200km/h na grama.

Logo depois veio Sergio Lopes, que reduziu a velocidade, procurando um espaço por fora. Para completar, Victor Cardoso também concluiu em uma fração de segundo que a parte de fora seria a melhor opção, mas já tinha de enfrentar tanto Junior parado quanto Sergio em baixa velocidade. Resultado: Victor até desviou tecnicamente da Arrows, mas a colisão ocorreu e ambos rodaram para dentro da pista, no meio da curva 13 (oval). Victor ainda fez sua parada normalmente, e Sergio teve de trocar a asa traseira.

A partir daí, Rodrigo Wizard relaxou. Seus tempos de voltas eram bem acima do primeiro trecho na prova, e Victor Cardoso – o último rival com distância suficiente para alcançá-lo – conseguiu se aproximar. A disputa foi dura e Victor ganhou a posição. Quatro voltas mais tarde, Wizard acordou e fez uma impressionante sequência de apenas três voltas que tiraram toda a vantagem que o piloto da Jaguar havia construído. No final da penúltima volta, quando ambos poderiam abrir a volta final juntos, o toque ocorreu. Wizard, que estava à frente, rodou, e Victor fez uma última volta tranquila para levar a vitória. O ferrarista ainda cruzou a linha de chegada em segundo, e Sergio Lopes mais uma vez levou bravamente a Arrows ao pódio em terceiro lugar.

Server 2 – Corrida define título de construtores

O que dizer do Server 2? Só porque estavam reunidos Eduardo Azeredo (piloto supresa), Felippe Marques (piloto win or wall), Deco Ganecci (piloto azarado), Sérgio Kolachinski (piloto sumido) e Francisco Aguiar (piloto atrasado) e o que se viu foi um festival de erros? Pois é amigos… o Server 2 no GP dos Estados Unidos fez juz ao nome de Servidor Ralé, mas também teve suas emoções!

Logo na largada ocorreram problemas com a conexão de Felippe Marques, tendo que abandonar a corrida e nem saborear o gostinho de largar no gp estaduniense. Continuando nos incidentes que só o Servidor Ralé oferece a vocês, Ganecci comente um erro banal e perde a asa dianteira. Ao acionar a equipe para fazer os devidos reparos em seu carro, eis que o piloto da Williams tem a proeza de acertar o carro no muro da entrada dos boxes. Fim de prova para o paulista.

E o que dizer do paranaense Sérgio Kolachinski, que fez uma aparição surpresa em Indianápolis para disputar mais uma etapa e esqueceu de solicitar a equipe pneus de chuva? Sem comentários. Mas valeu muito pela sua participação, pois ele tinha um vôo fretado para as Ilhas Canárias resolver “assuntos pessoais”.

Sobrou para Aguiar, que novamente perdeu a classificação por vadiagem, e Azeredo, com uma estratégia ousada de 2 pitstops, disputarem a vitória do Servidor Ralé. No feijão com arroz, o piloto da Williams conseguiu superar a estratégia da equipe Jordan, garantindo valiosos pontos para a conquista do vice-campeonato. O carioca Eduardo completou a corrida em segundo lugar e Kolachinski, da Ferrari, com uma volta de desvantagem em terceiro.

Com o resultado de Aguiar, a Williams torna-se Campeã Mundial de Construtores na Temporada 2007/1 e Frank Aguiar conquista o vice-campeonato. Agora, a briga está na disputa do 3º lugar, entre Sergio Lopes e Deco Ganecci. Emoções reservadas para a úlima etapa, marcada para o próximo domingo no GP do Japão. E preparem-se: parece que vem mais chuva por aí.

Final, 24 voltas
1 Victor Cardoso (RJ/Jaguar), 32:25.611
2 Rodrigo Wizard (SP/Ferrari), + 10.505
3 Sergio Lopes (SP/Arrows), + 1:04.798
4 Leonardo Felix (PR/Ferrari), + 1 volta
5 Francisco Aguiar (RJ/Williams), SB, 32:20.273
6 Eduardo Azeredo (RJ/Jordan), + 32.747
7 Sergio Kolachinski (PR/Ferrari), + 1 volta
8 Carlos Junior (PA/McLaren), DNF/Fuel
9 Deco Ganecci (SP/Williams), DNF/Suspension
10 Felippe Ze Marques (SP/Arrows), DNF/Suspension
Volta mais rápida: Rodrigo Wizard

More in Sem categoria