Connect with us

Clube

Indy Pro e Indy Light com novidades para a temporada 2018/1

Indy Pro e Indy Light com novidades para a temporada 2018/1

Quando se fala em Indy, não tem jeito: o F1 Brasil Clube é, de longe, o clube que mais desenvolveu esta prática no automobilismo virtual brasileiro, chegando a organizar até três níveis de categorias (Pro, Light e Junior), proporcionando aos pilotos uma experiência única. No próximo ano, esta tradição seguirá em alta com a Indy Pro e a Indy Light, contando com novidades no sistema de pontuação.

O fiel público de altíssimo nível da Indy Pro permanecerá nas quintas-feiras, às 22h, com os Dallara DW12, de acerto fixo, e seguindo o calendário oficial da série IndyCar Oval Fixed do iRacing. Já a Indy Light, disputada com os Dallara 2011 do pacote básico do mesmo simulador, continuará nas segundas-feiras, às 20h, acompanhando as pistas da série Dallara Dash. Ambas as categorias são voltadas para pilotos de níveis P/A/B/C/D/R.

Mas a principal novidade para a próxima temporada das categorias Indy será o novo sistema de pontuação. Agora, os campeonatos passarão a seguir as regras de pontos do campeonato real da Formula Indy, que conta com bônus para o pole-position, para quem liderou uma volta e para aqueles que lideraram mais voltas durante a corrida.

A história das categorias Indy no F1 Brasil Clube se iniciou em 2008, quando o simulador rFactor estava começando a ser utilizado pelo clube e os mods e circuitos ovais chamavam a atenção. Um campeonato piloto foi criado ao final daquele ano e o sucesso foi tanto que, ao final de 2009, a Indy Light foi criada para novos pilotos e, no fim de 2010, até um terceiro degrau no nível de aprendizado foi criado, nomeado como Indy Junior.

Mas alguns problemas do rFactor atrapalhavam o espetáculo e, com a chegada do simulador iRacing no mercado do automobilismo virtual, a categoria ganhou fôlego e, aos poucos, foi se renovando e substituindo o jogo anteriormente usado, até chegar na Indy Pro e Indy Light, sendo a atual totalidade de campeonatos com o título iRacing.

Da Indy Pro, saíram grandes campeões. E se engana quem acha que correr em circuitos ovais é loteria. Muitos faturaram mais de uma vez o título. Nomes como Eduardo Marques, Carlos Cunha, Pedro Mega (3x), Eraldo Silva, Andre Cozza (2x), Fabio Neris (4x), Renato Dornelles, Adan Siqueira, Daniel Furiano, Rafael David (2x), Daniel Maloni, Thiago Barbosa, Djefferson Ramos, Rafael Matta (2x), Pedro Humenhuk, Sergio Rodrigues, Fabricio Macedo, Thiago Peres, Marco Brasil e Toni Andrade levaram o trófeu da categoria.

Na Indy Light, a lista é maior, já que muitos pilotos acabaram subindo de nível para se tornarem feras nas categorias máximas. André Cozza, Mario Wirzberger, Fernando Siggelkow, Toni Andrade, Daniel Furiano, Andre Gallardo, Wesley Regis, Dionatan Machado, Felipe Oliveira, Lucas Periotto, Diego Said, Thiago Barbosa, Rodrigo Vicente, Romulo Silveira, Rodrigo Munhoz (2x), Sergio Rodrigues (2x), Beto Soussa e Júlio Moreira foram campeões neste certame.

De acordo com Rodrigo Wizard, diretor geral do F1 Brasil Clube, a interação entre pilotos experientes e novatos contribuem para o bom momento da Indy Light, assim como o respeito e maior tempo de disputa entre os competidores ajudam a Indy Pro. “Na Indy Light, os pilotos experientes têm humildade para passar ensinamentos para os novatos, que também são humildes e reconhecem que precisam aprender. Na Indy Pro, eles trocam um pouco menos de informação por se conhecerem a mais tempo, mas se respeitam muito e são bem receptivos com os novatos que sobem da Light”, contou.

Wizard ainda destaca que a novidade nas regras de pontos foi um pedido dos pilotos e que não acredita que sistemas de pontuação diferentes proporcionam resultados diferentes nos campeonatos. “Sempre fazemos uma pesquisa com os pilotos e eles gostariam de disputar o campeonato com uma pontuação igual ao da Indy real. Nós trabalhamos e impletamos isso, mas, na nossa opinião, as pontuações não trazem tanta diferença no resultado final do campeonato”, finalizou o diretor geral do F1BC.

A Indy Light abrirá a temporada 2018/1 no dia 8 de janeiro, no oval de Daytona (2007) [A], às 20h. A Indy Pro estreia no dia 11, no oval de Kentucky [A], às 22h.

AMPLA PESQUISA DO F1BC VAI ATÉ AMANHÃ

O F1 Brasil Clube lançou uma ampla pesquisa recentemente, visando melhorias para o clube. Para quem ainda participou, corra e acesse www.f1bc.com/pesquisa, pois o questionário ficará disponível somente até amanhã, dia 20 de dezembro. Lembrando que os participantes concorrem a um cupom de R$100,00 para serem utilizados na biblioteca de jogos da Nuuvem.

INSCRIÇÕES ABERTAS PARA A TEMPORADA 2018/1

Inscreva-se em www.f1bc.com/inscricoes, preenchendo o formulário completo. Todos os dados serão computados no banco de dados do F1BC, que retornará com agilidade aos pedidos com as informações de pagamento e demais confirmações.

O F1BC tem o patrocínio de Aliança Consultoria, Doutor Lubrifica, Fanatec, Logitech, Nuuvem, Poesia Perfumes, RealGame, e o apoio de Canal Sim-Force, F1 Brasil, F1 Mania, iRacing, Reiza Studios, Sector3 Studios, SimRacingTools, e SimSync.

More in Clube