Connect with us

Corridas

F1BC Nascar Pro 2016/3 @ Michigan

F1BC Nascar Pro 2016/3 @ Michigan

O desfecho da Nascar Pro nesta temporada 2016/3 no F1 Brasil Clube comprovou o altíssimo nível e auge desta competição com os Truck Series no iracing. Nesta segunda-feira (5), os pilotos encararam a definição de título em Michigan em 90 voltas onde apenas uma bandeira amarela foi acionada, e Bruno Barbugli voltou a vencer ao superar Pedor Mega. O troféu foi para as mãos de Rafael Matta, enquanto entre as equipes a Sinister Race Team comemorou.

A classificação mostrou Pedro Mega na pole position, com Arthur de Castro em segundo. Os olhares se voltavam para o líder do campeonato Rafael Matta (229 pontos), o vice-líder Diego Moraes (219), além do próprio Arthur e de Romar Arns, com 214 cada.

Classificação
1 Pedro Mega (Sinister Race Team), 39.693
2 Bruno Barbugli (Falcon Motorsports), 39.714
3 Romar Arns (Escuderia Sul-Brasil), 39.751
4 Arthur de Castro (DR Racers), 39.753
5 Junior Borborema (DR Racers), 39.754
6 Rafael Matta (Falcon Motorsports), 39.759
7 Thiago Ferreira (G-Force Motorsports), 39.789
8 Luis Bezerra (Sinister Race Team), 39.795
9 Luis Fernandes (Sinister Race Team), 39.803
10 Mike Ramos (Sinister Race Team 2), 39.844
11 Ivan CastroLebre (G-Force Motorsports), 39.851
12 Diego Moraes (G-Force Motorsports 2), 39.872
13 Sergio Calizario (Falcon Motorsports), 39.873
14 Lucas Abreu (Independente), 39.926
15 Rodrigo Favoretto (Escuderia Sul-Brasil), 39.982
16 Marcio Caetano (Escuderia Sul-Brasil), 40.003
17 Pedro Mugarte (Sinister Race Team), 40.224
18 Fernando Cardoso (DR Racers), Sem tempo
19 Pedro Humenhuk (Falcon Motorsports 2), Sem tempo
20 Anderson Vilela (Sinister Race Team 2), Sem tempo
21 Wellingson Candido (Sinister Race Team 2), Sem tempo
22 Marcelo Fernandes (Mondial Racing), Sem tempo

Desde a largada até o final da prova, as disputas foram extremamente limpas, aproveitando o espaço de sobra que Michigan proporciona. A única bandeira amarela da noite foi em incidente entre Pedro Mugarte, que rodou, e Rodrigo Favoretto, coletado nesta situação.

Após esta entrada do Safety Car, a prova voltou a se desenvolver em puro ritmo de controle de desgaste de pneus, e os pilotos logo viram que teriam de tomar decisões quanto às paradas em box sob bandeira verde. Cardoso foi primeiro, o mesmo ocorrendo logo depois com Arns. Um segundo grupo, mais conservador entre Barbugli, Mega, Matta e Castro, parava a 50 voltas do fim. Quem seguia em pista por mais tempo era a Sinister com Fernandes, Ramos, e Candido.

Havia indícios de que a turma que parou a 50 voltas do fim precisaria ir novamente aos boxes no final. Luis Fernandes tentava tirar a diferença e de fato reduziu de 30 para 12 segundos a distância para os líderes, ultrapassando vários pilotos. Mas Barbugli e Mega, agora nesta ordem, administravam a situação e não parariam novamente.

Ao final, vitória de Bruno Barbugli, com Pedro Mega em segundo, e Arthur de Castro em terceiro. Rafael Matta seguiu a ordem e com o quarto lugar conquistou o titulo da Nascar Pro 2016/3, em apresentação consistente mesmo se vendo com pneus em condição crítica.

O F1 Brasil Clube parabeniza Rafael Matta pelo título conquistado, Arthur de Castro pelo vice-campeonato, e Diego Moraes pelo terceiro lugar, além da Sinister Race Team, campeã entre as equipes, todos estes ganhando premiações do F1BC, sendo troféus a piloto e equipe campeã, e medalhas aos pilotos vice e terceiro colocados. A classificação final de pilotos e equipes está no site oficial www.f1bc.com.

A próxima temporada da Nascar Pro se iniciará no dia 9 de janeiro, no circuito de Richmond, às 22h00 (horário de Brasília). O F1BC ainda está com as inscrições abertas, e através do site www.f1bc.com/inscricoes você pode fazer parte do grid não só desta categoria como outras que o clube lhe oferece.

Final, 90 voltas
1 Bruno Barbugli (Falcon Motorsports), 90 voltas
2 Pedro Mega (Sinister Race Team), +00.489
3 Arthur de Castro (DR Racers), +6.751
4 Rafael Matta (Falcon Motorsports), +6.884
5 Luis Fernandes (Sinister Race Team), +7.541
6 Junior Borborema (DR Racers), +11.476
7 Thiago Ferreira (G-Force Motorsports), +16.650
8 Diego Moraes (G-Force Motorsports 2), +17.145
9 Ivan CastroLebre (G-Force Motorsports), +18.025
10 Wellingson Candido (Sinister Race Team 2), +25.593
11 Lucas Abreu (Independente), +29.605
12 Mike Ramos (Sinister Race Team 2), +29.701
13 Romar Arns (Escuderia Sul-Brasil), +37.820
14 Fernando Cardoso (DR Racers), +1 volta
15 Anderson Vilela (Sinister Race Team 2), +1 volta
16 Marcio Caetano (Escuderia Sul-Brasil), +1 volta
17 Sergio Calizario (Falcon Motorsports), +1 volta
18 Pedro Humenhuk (Falcon Motorsports 2), +1 volta
19 Luis Bezerra (Sinister Race Team), +16 voltas (Abandono)
20 Pedro Mugarte (Sinister Race Team 3), +48 voltas
21 Marcelo Fernandes (Mondial Racing), +51 voltas (Abandono)
22 Rodrigo Favoretto (Escuderia Sul-Brasil), +73 voltas (Abandono)
Volta mais rápida: Pedro Mega, 39.823

Pontos bônus
Pedro Mega +2 por liderar mais voltas
Bruno Barbugli +1 por liderar uma volta
Arthur de Castro +1 por liderar uma volta
Rafael Matta +1 por liderar uma volta
Luis Fernandes +1 por liderar uma volta
Wellingson Candido +1 por liderar uma volta

Vídeo da etapa

More in Corridas